Laces and Hair Cabelos Ressecados

Cabelos ressecados: Qual a diferença entre um cabelo seco e ressecado.

Cabelos ressecados

Você já teve a sensação ao passar a mão no seu cabelo que as pontas estão ressecadas? E você sabe qual a diferença entre um cabelo seco e um cabelo ressecado?

Os cabelos podem ser considerados secos ou se tornarem ressecados por fatores que desequilibram a condição de lubrificação das cutículas, quer seja por agentes químicos, mecânicos ou ambientais.

Uma outra característica típica do cabelo seco é o fato das escamas que compõem a camada externa dos fios abrirem-se com mais facilidade, deixando o cabelo mais vulnerável aos agentes externos, como poluição, vento, sol e processos químicos, como as tinturas e os permanentes.

O cabelo seco tem necessidades diferentes do cabelo ressecado e por isso é importante entender as diferenças para poder tratá-lo de forma efetiva em qualquer um dos dois casos. As características do cabelo seco e de quem tem o cabelo ressecado são parecidos: volume fora de controle, com frizz, fios quebradiços, com pouco brilho, pontas duplas e fios difíceis de pentear, sem sedosidade.

O cabelo de qualidade seca, quando entramos no mérito do vocabulário sobre cabelos, ter o cabelo seco é uma qualidade, ou seja, é um tipo de cabelo, que tem um conjunto de características. Dito isso, o cabelo de qualidade seca não precisa ser lavado todos os dias. Nestes casos a oleosidade do couro cabeludo não se apresenta de um dia para o outro. Os fios costumam ter mais espessura e densidade e normalmente tem mais volume. Eles são mais rebeldes com relação a sua forma. Neste caso, a glândula sebácea, que produz o fator de lubrificação dos fios, trabalha mais lentamente. Normalmente estes fios perderam muita agua e precisam de mais hidratação.

Já o cabelo ressecado se transforma nesta característica por um fator causal que muda sua característica de natural para as necessidades específicas de um cabelo ressecado. Neste caso, os fios apresentam desgastes na haste do cabelo e além de perder água, perdem também o equilíbrio de nutrientes que transformam suas características naturais. Por exemplo, um cabelo pode ser ressecado e também oleoso, misto ou seco, pois é uma condição adquirida nos fios por algum processo que desequilibrou o fio. Um cabelo que está ressecado nas pontas pode apresentar características de oleosidade na raiz, nas no comprimento e pontas ter porosidade, pontas duplas, falta de brilho e até quebra. Ou seja, o ressecamento dos fios ocorre por uma razão, que tem que ser analisada, com a consequente reposição de proteínas fundamentais aos fios, que acontece pela devolução de ingredientes como: aminoácidos, queratina, minerais, fosfolipídeos, além de claro, cessar o que está causando o ressecamento.

Um ponto de atenção que devemos ter são nos hábitos diários, que podem contribuir positivamente ou negativamente com a boa saude dos cabelos ressecados e secos, assim como a escolha correta dos produtos para tratar esses cabelos.
O estado de ressecamento é o primeiro estágio para percebermos que algo está errado e corrigir nossos hábitos, tendo um olhar mais atento para os produtos e processos químicos que temos usado e feito nos fios.

Um cabelo que faz muitos processos químicos, como colorações, reflexos, progressivas ou alisamentos, normalmente tem uma grande chance de ter um grau alto de ressecamento e estar no processo para ser um cabelo danificado, poroso e sem vitalidade. Se somar isso ao fato de que esta pessoa lava e seca os fios fora da sua necessidade fisiológica, como por exemplo lavar todos os dias e escovar com secador, isso acaba agravando o quadro de ressecamento para danos mais profundos.

O primeiro passo para cuidar de cabelos ressecados é identificar suas necessidades, porque ele se tornou assim e agir com a devolução de nutrientes que foram perdidos ao longo do tempo.

Já para tratar de cabelos secos, devemos fazer hidratações periódicas com processos e produtos umectantes, assim como usar produtos que parem a perda de agua do fio para o ambiente externo. Uma das formas é aproveitar mais dos benefícios dos finalizadores.

Já o cabelo ressecado deve ter um cuidado com processos e produtos que resolvam mais profundamente suas deficiências e façam a reposição de proteínas e lipídeos fundamentais. Neste caso também é indicado cortar a cada 2 meses para renovar as pontas e fortalecer a absorção destes nutrientes.

Em qualquer um dos dois casos é necessário um olhar atento e uma observação mais apurada com relação a análise e diagnóstico do seu caso, com a correta indicação de produtos e tratamentos para reverter qualquer um dos dois quadros.

No Laces fazemos este diagnóstico e a partir desta avaliação recomendamos tanto os produtos, quanto os tratamentos recomendados para recuperar os fios, em qualquer um dos casos. Para falar com um dos profissionais Laces, é só clicar aqui.