Queda de cabelo no pós-Covid

queda de cabelo na pandemia

O cabelo é o termômetro do nosso corpo e que se alimenta do excedente dos nossos nutrientes. Por essa razão, nosso corpo deve estar em equilíbrio físico e emocional para que tenhamos um couro cabeludo em equilíbrio, e consequentemente nosso cabelo esteja forte, brilhante e sem queda. Porém, a vida moderna associada ao stress, ansiedade e fatores emocionais também contribuem para a queda capilar. Assim como dormir pouco desequilibra o organismo, luz na hora de dormir atrapalha a produção de melatonina (um hormônio importantíssimo que está relacionado com sono e também é responsável pelo crescimento e pigmentação do cabelo).

Outro fator fundamental são os nossos hábitos de vida como: consumo de drogas, medicamentos, cigarro, causam um desequilíbrio no nosso organismo e geram stress oxidativo no nosso corpo.

O equilíbrio físico é relativamente fácil de mensurar com exames laboratoriais e mudança de hábitos, já o emocional é uma tarefa mais desafiadora, onde não conseguimos simplesmente desligar o botão do stress, ansiedade, perdas e medo cujo estamos vivendo na atualidade.

O folículo piloso, responsável por toda produção de fios localizado em toda extensão do couro cabeludo, tem a mesma raiz embrionária do nosso sistema sensorial da pele, ou seja, nosso maior órgão (a pele) “sente” primeiro tudo que acontece fora de nós (situações, clima, época do ano) – o que reflete diretamente nos nossos cabelos.

A queda de cabelos pode ser ocasionada normalmente pelos seguintes fatores:

  • Febre alta
  • Déficit calórico (dietas restritivas) com perda ou pouca absorção de nutrientes, mudanças bruscas na alimentação
  • Medicamentos (antibióticos, anti-inflamatórios, parasitários, anticoagulantes, pressão, colesterol, epilepsia, antifúngico)
  • Alta carga viral
  • Pós processos cirúrgicos, como pós-parto
  • Problemas hormonais (menopausa, interrupção de anticoncepcional, mudança de método contraceptivo)
  • Deficiência de vitaminas e ferritina baixa
  • Questões emocionais, perdas familiares, stress no trabalho, perda de emprego, incerteza, medo, tristeza
  • Sono insuficiente e de baixa qualidade
  • Doenças capilares já existentes: alopécias androgenéticas, Areata, Liquen plano pilar, fibrosante frontal

Muitas pessoas após ter sido infectadas pelo Covid sentem queda nos cabelos. O Covid é uma doença viral sistêmica que desencadeia uma tempestade inflamatória, liberando substâncias na circulação que chegam aos órgãos, atingindo o organismo de forma sistêmica, podendo afetar os rins, o pulmão, o sistema nervoso central, entre outros. Simplesmente causa um colapso no organismo. A queda de cabelos acaba sendo um dos inúmeros problemas pós-Covid 19, que culminam entre os problemas a alteração do ciclo capilar dos cabelos, chamado eflúvio telógeno ou eflúvio pós infeccioso, que ocorre em 25% dos pacientes em geral 3 meses após a infecção.

A boa notícia é que a queda de cabelos pós-Covid é temporária, mas pode durar de 3 a 6 meses. Algumas pessoas sentem também um pouco de sensibilidade no couro cabeludo e fios mais fracos.

Dicas para se cuidar:

  1. Não deixar de lavar os cabelos, mesmo que caia bastante, a oleosidade excessiva pode ocasionar desequilíbrio do microbioma capilar e piorar a queda e o enfraquecimento dos cabelos. Equilíbrio da oleosidade é fundamental. Por isso use produtos que mantenham controle da oleosidade e ativam a circulação sanguínea. Trate do couro cabeludo e dos fios com tratamentos específicos para saúde capilar. Controle a inflamação do couro cabeludo.

Produtos indicados:
Tônico Capilar LCS
Linha Volumize, by Cris Dios Organics
Shampoo Alecrim LCS
Shampoo Menta LCS

Tratamentos indicados do Laces and Hair: Mesa de Alquimia e Multivitaminas

  1. Evite muitos processos químicos (tinturas, alisamentos)
  2. Alimente-se bem
  3. Tome vitaminas
  4. Durma bem
  5. Faça algum processo que ajude a equilibrar suas emoções: medite, pratique Yoga, tenha contato com a natureza, tome Sol.
  6. Procure um médico para fazer todos seus exames.
  7. Use a sabedoria e a sinergia da natureza para restaurar seu equilíbrio, pode usar alecrim, lavanda, chá verde, óleo essencial de melaleuca, gengibre, argila verde e preta, Amla, gergilin, ginseng.
  8. Use também substâncias naturais anti-inflamatórias que podem ajudar a restabelecer o organismo como curcumina (cúrcuma), piperina (pimenta), ômega 3 (óleo de linhaça), Magnésio (sementes oleoginosas, cereais integrais), vitamina D, vitamina C.