Posts

Laces and Hair - Revista Vogue - Bioma - Cris Dios

Revista Vogue Visita Cris Dios – Bioma Próprio – Edição Junho 2019

Revista Vogue visita Cris Dios

Título: Bioma Próprio

Edição de junho de 2019

Laces and Hair - Revista Vogue - Bioma - Cris Dios

Revista Vogue - Laces and Hair e Cris Dios Revista Vogue - Laces and Hair e Cris Dios Revista Vogue - Laces and Hair e Cris Dios Revista Vogue - Laces and Hair e Cris Dios

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

Revista Casa Vogue – Belo Horizonte – Edição Dezembro 2018

Revista Casa Vogue – Edição dezembro de 2018

Link da matéria: Casa Vogue

Título: Belo Horizonte: um roteiro gastronômico e cultural pela capital mineira

Dotada de criatividade e carisma ímpares, Belo Horizonte renova suas tradições ao voltar o foco para a cultura e a gastronomia. Conheça, a seguir, as novidades da capital mineira que não podem ficar de fora do seu roteiro

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH
1.PÉ PALITO
Que atire a primeira pedra o arquiteto que nunca quis ter um projeto em uma obra de Oscar Niemeyer. Imagine, então, o privilégio de conceber uma galeria de móveis dentro de um ícone do mestre. É o caso da Pé Palito (abaixo), que acaba de abrir sede no edifício JK, assinado por Niemeyer em 1952 (acima). Idealizada inicialmente para ser um clube noturno (tem até a área da chapelaria) e um restaurante, a área fechada no térreo de um dos dois blocos do conjunto residencial se transformou em uma bela loja de mobiliário vintage depois de passar por um restauro comandado por Marcelo Alvarenga, do Play Arquitetura.

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

“Mantive o taco original, que é lindo, mas algumas partes foram delimitadas para formar uma espécie de palco”, explica, ao mostrar os quadrados branco e preto no piso, que realçam as peças. Ele desenhou uma coluna, que se funde ao chão formando outro suporte, para dialogar comas de Niemeyer. Há, ainda, uma maravilhosa parede curva coberta de azulejos e um canto dedicado às peças da Alva Design, marca de Alvarenga e sua irmã Susana Bastos. Nada mau figurar ao lado de Giuseppe Scapinelli, Geraldo de Barros, Jorge Zalszupin, Rino Levi e Zanine Caldas. pepalito.com.br

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

2. LACES AND HAIR
Instalado em um casarão dos anos 1940 no bairro de Lourdes, o salão eco friendly (acima) abre sua primeira filial fora de São Paulo, com mobiliário desenhado por Juliana Vasconcellos e lavatórios assinados por Naná Mendes da Rocha. Cris Dios e Itamar Cechetto levam a bandeira da sustentabilidade para solo mineiro: além de empregarem produtos que não poluem o meio ambiente, investiram no tratamento e reaproveitamento da água no próprio salão e no paisagismo de Flávia D’Urso, que inclui um teto verde capaz de diminuir a temperatura interna. lacesandhair.com.br

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

3. FASANO
Com projeto concebido pelo escritório Bernardes Arquitetura, a fachada de tijolos (acima) do mais novo hotel da rede Fasano já é ponto de selfie na capital do pão de queijo. E se o assunto é gastronomia, nem os mineiros, nem Rogério Fasano brincam em serviço. Por isso, o empresário tratou de conquistar o público local pelo estômago: instalou o impecável Gero (abaixo) integrado ao lobby do hotel, repleto de mobiliário de mestres do design nacional – pense em Percival Lafer e Sergio Rodrigues – e itens garimpados no interior do Estado. Uma antiga queijeira, por exemplo, serve de bancada para o café da manhã. Paredes e portas pivotantes de aço corten dividem os ambientes e o teto feito de ripas de freijó garante luz natural para os hóspedes ao longo do dia. Outro tiro certeiro é o primeiro Baretto fora de São Paulo, com shows de jazz todas as quintas. Como sempre, a banda de Rogério toca a sonata do luxo discreto e elegante. Com 15 anos de experiência no ramo, ele prova ser um maestro e tanto. fasano.com.br

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

4. A CENTRAL
Dono do Guaja, café, coworking e plataforma efervescente de Belo Horizonte, o arquiteto Lucas Durães inaugurou, no mês passado, o mais novo restaurante e espaço de eventos da capital mineira: A Central. Situado em um edifício de 1906 que sediou uma fábrica de tecidos, o lugar já é famoso pelo melhor pudim da cidade. A ideia é transformá-lo em point dos criativos de lá, a la Paris na década de 1930, com exposições sobre temas urgentes, shows experimentais ou simplesmente um local de pouso e inspiração para escritores de plantão. acentral.cc

5. SALA MINAS GERAIS
Criada por José Augusto Nepomuceno, arquiteto e um dos principais consultores de acústica do país (ele concebeu, também, a Sala São Paulo), Jô Vasconcellos e Rafael Yanni, a sede da Filarmônica de Minas Gerais é um must go para apaixonados por arquitetura. A proposta? Além de abrigar salas de concerto de altíssima qualidade técnica, contribuir para a renovação urbana ao propor uma área de socialização: o pré-foyer é aberto à rua e garante o bom diálogo entre interior e exterior. Com estrutura totalmente modulada, seu aspecto não é nada convencional: em vez da tradicional sala em forma de “caixa de sapatos”, a Sala Minas Gerais tem assentos distribuídos ao redor do palco. filarmonica.art.br

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

6. O ATELIÊ DE CERÂMICA
Localizado em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, O Ateliê de Cerâmica (acima) é o lugar ideal para tomar brunch num amplo jardim, comprar algo novo para a casa e aprender um pouco sobre os processos do barro e sua potência de transformação. Composta pela designer de interiores Flávia Soares e os filhos Luíza Soares, arquiteta e urbanista, e Daniel Romeiro, designer de produto, a turma do Ateliê já tem fãs assíduos, como o chef Leonardo Paixão, e seus artigos fazem parte de acervos como o do Google de Belo Horizonte. oateliedeceramica.com

7. PADARIA CASA BONOMI
Imaginada pela ex-bailarina do Grupo Corpo Paula Bonomi depois de uma turnê em Bruxelas, em 1990, quando conheceu a Le Pain Quotidien – pequena na época e hoje uma grande rede –, a Padaria Casa Bonomi vale a visita e as calorias consumidas. Paula convidou a arquiteta e figurinista do Corpo, Freusa Zechmeister, para projetar o seu espaço dedicado aos aficionados de croissants de chocolate, que ocuparia um casarão tombado
de 1902. Freusa apostou no piso de madeira de demolição e Paula nos pães de fermentação natural –muito antes de tudo isso entrar na moda. Na enorme mesa coletiva, prove o pão com queijo da Serra da Canastra na massa e o de queijo Prima Donna, presunto cru e rúcula. casabonomi.com.br

8. MÁXIMO SOALHEIRO
Quando o tema é cerâmica, existem duas palavras mágicas: Máximo Soalheiro. O mais admirado artista do barro da cidade é conhecido por sua abrangente pesquisa de pigmentos coloridos e pelas aberturas de forno quase sagradas (poucos têm a oportunidade de acompanhar!). Mas ele não para por aí: há anos está estudando uma mistura de elementos vindos das montanhas de Minas e recentemente encontrou a química exata para converter suas peças em instrumentos musicais – quando se junta a dez músicos, eles formam o grupo Concerto Mineral.@soalheiroatelier

9. NAMAH BISTRO
Vegano preferido da turma yogi de Lourdes, o Namah Bistro tem projeto de Freusa Zechmeister e ótimos chás para o verão. Do menu, vale provar o tartare de avocado, o nhoque de banana-da-terra com curry e o canelone de pupunha com creme de moranga e molho cítrico cremoso. No café da manhã? Tempão de queijo sem ingredientes de origem animal e saborosos smoothies. Está com energia? Então suba e faça uma aula de hot yoga no Espaço Namah. Namastê! espaconamah.com.br

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

10. VELHO MERCADO NOVO
Os hipsters estão chegando. E eles apontam o guidão de suas bicicletas para o Velho Mercado Novo (acima), no centro. No primeiro andar, gráficas, sebos e bancas de alimentos. Não deixe de visitar a nova filial da cervejaria Viela (se não estiver afim de beber, vale provar o refrigerante de gengibre) e a Cozinha Tupis. Em breve, haverá uma loja de ervas de coquetelaria da marca de gim Yvy, uma papelaria, um laboratório de revelação analógica, uma doceria, um café, uma charcutaria e uma marcenaria – claro! Afinal, a turma cool está no comando e tudo o que é handmade é valorizado. Em cima, uma área dedicada a eventos culturais e boas festas. @velhomercado

11. MERCADO GRANO
Um mix de casa de show, restaurante, empório de delícias mineiras (quem nunca voltou com a mala cheia?), loja de roupas e floricultura, o Mercado Grano faz valer a viagem até o bairro Jardim Canadá, a cerca de 30 minutos do centro. Os queijos superam as expectativas (e olha que são altas!) e você não se importará comas calorias extras ao comer o pão de chocolate feito pelo chef Fernando Bebber. Entre o bar e o palco, um lounge com peças de Jorge Zalszupin, Geraldo de Barros e Sergio Rodrigues. mercadograno.com.br

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

12. GALERIA CELMA ALBUQUERQUE
Galerista mais influente da cidade, Celma Albuquerque deixou um legado de respeito para a filha Flávia, que está à frente, hoje, da galeria homônima (acima). Representante de artistas como Antonio Dias, José Bento, Leda Catunda, Nuno Ramos, Waltercio Caldas, Tatiana Blass e Beth Jobim (à esq.), entre outros, a galeria apresenta também o melhor da produção do Estado – caso de Eder Santos, Laura Beléme João Castilho. galeriaca.com

13. BIROSCA S2
Santa Tereza foi o bairro eleito pela jovem Bruna Martins para abrir o Birosca S2: um restaurante despojado com direito a garçom tocando piano e muros baixos que permitem uma integração com a praça ao lado. No menu enxuto, pratos imperdíveis como o croquete de cordeiro com coalhada seca e chutney de pera, ou os dadinhos de tapioca com banana-da-terra, camarão e molho de moqueca. O tiramisù é cortado em pedaços na hora e no tamanho que o freguês quiser! @biroscas2

14. PERISCÓPIO ARTE CONTEMPORÂNEA
Fundada em 2015, a galeria já representa alguns bons nomes nacionais para sua pouca idade. Caso da carioca Ana Linnemann, que leva-nos a perceber as banalidades da vida, e o paraense Éder Oliveira – um dos maiores sucessos da 31ª Bienal de Artes São Paulo. periscopio.art.br

Laces and Hair - Casa Vogue - Bioma Laces BH

15. NICOLAU BAR DA ESQUINA
Comandado por Leo Paixão, chef do renomado Glouton, o Nicolau Bar da Esquina (acima), aberto em abril deste ano, é definitivamente o talk of the town no mundo gastronômico belo-horizontino. Estabelecido no Horto e com arquitetura de Cristiano Motta, a nova empreitada de Leo tem estilo industrial (com direito a muito metal e concreto, além de janelões com boa entrada de luz natural), móveis vintage e detalhes como um engraçado “UAI” na parede da adega. Da cozinha aberta, vale provar a linguiça da casa no carvão com molho cremoso de tucupi e o torresmo de barriga com caramelo de missô, dedo-de-moça e cerefólio. O sistema de cobrança é aplicado por meio de um QR code no seu celular. Moderno.
nicolaubardaesquina.com.br

Vogue Brasil

Chá de salão: a primeira parada de Alessandra Ambrosio no Brasil?

Top passou o dia fazendo tratamentos capilares no Laces, em São Paulo

Matéria da Vogue na edição 20 de dezembro de 2017
Por Matheus Mazzafera

Alessandra Ambrosio já está entre nós. Presença certa no Réveillon brasileiro, a top aterrissou em São Paulo esta semana, a tempo da maratona de festividades do fim de ano. A primeira parada da modelo na capital paulita? O salão!
A mãe de Anja e Noah passou a tarde de terça-feira (19.12) tratando os cabelos no Lace and Hair, salão queridinho das famosas, fashionistas e bem nascidas e expert em tratamentos naturais para a saúde capilar. Por lá, a top fez os tratamentos multivitaminas e bordado, para ficar preparada para bater os cabelos no Ano-Novo. Vogue tem cliques exclusivos da beldade por lá – confira nesta página!

Chá de salão: a primeira parada de Alessandra Ambrosio no Brasil? - Vogue Brasil

Chique e Fashion - Candice Swanepoel

Revista Casa Vogue

Candice Swanepoel no Laces

O Laces and Hair não é só badalado no Brasil. A top sul-africana Candice Swanepoel, esteve hoje no local comandando pela Cris Dios

Matéria da Chic e Fashion na edição de 09 novembro de 2017 por Márcia Britto.

De passagem pelo Brasil, a angel foi tratar as suas madeixas na unidade do shopping Villa Lobos, onde foi recebida pelas mãos de Cris, que é especialista em tratamentos saudáveis.

Por lá, Candice realizou dois tipos de hidratação: o Multi-vitaminas e o Aminoácidos Laces. O combo de nutrição é o segredo da top por aqui no Brasil e, dessa vez, o motivo foi o desfile da Victoria’s Secret, que acontecerá no final deste mês, em Xangai. Segundo Cris Dios, a modelo mantém o cuidados com utilizando o nutricare e o Ssoro, produtos de beleza da marca própria do Laces.

 

Chique e Fashion - Candice Swanepoel

Materia Casa Vogue

Casa Vogue

Sustentabilidade: comece com essas dicas

Ser mais sustentável não é tão difícil e pode sim ser lucrativo para as marcas, dizem Itamar Ceccheto, André Carvalhal e Philippe Lisbona, no Casa Vogue Experience

Matéria da Casa Vogue na edição de 06 de outubro de 2017 por Carol Scolforo.

 

Materia Casa Vogue

“Em São Paulo, todos os dias, para as mulheres ficarem loiras, salões descartam nada menos que 15 toneladas de papel alumínio”, conta Itamar Ceccheto, que dirige o salão Laces and Hair na cidade. Ao lado de André Carvalhal, ex-marketing da Farm e agora à frente da Ahlma, e do biólogo Philippe Lisbona, ele impressionou o auditório neste segundo dia (19/10) de Casa Vogue Experience, com o talk “Sustentabilidade nos Negócios de Moda e Beleza”.

O trio fez uma reflexão sobre o consumo desenfreado que vivemos e expôs as ideias que as marcas aplicam, mesmo enfrentando dificuldades inegáveis para seguir os valores da sustentabilidade. “Você precisa fazer concessões para trabalhar com sustentabilidade. Mas não se pode pensar nela sem pensar no desenvolvimento das pessoas, nos recursos finitos, e em como devolver à natureza o que retiramos dela”, conta Itamar. Abaixo, veja as dicas do trio para aplicar já na vida – o que importa é se abrir a essa consciência gradualmente, eles dizem.

 

Materia Casa Vogue

Editora Beta Germano conversa com André Carvalhal, Itamar Cechetto e Philippe Lisbona sobre sustentabilidade em moda e beleza (Foto: David Mazzo)

Na beleza

– Use menos cosméticos, e cuide mais da água com a qual você lava seus cabelos

– Conheça os ingredientes que seus cosméticos contêm. “Geralmente o primeiro ingrediente da formulação é o que tem maior concentração, e o último é o de menor concentração”, diz Itamar. Olho no rótulo pra saber o que você está usando.

– Comece a se relacionar mais com as marcas e conhecer o trabalho por trás dos produtos que ela fabrica.

Na moda

– Evite levar muitas embalagens para casa. “Para uma marca, cada produto vendido gera um custo de R$ 15 em embalagens”, diz André Carvalhal.

– Reuse, customize suas roupas e abra-se ao upcycling, em vez de comprar roupas novas. “A lavagem de uma calça jeans na indústria da moda consome a água que uma pessoa bebe em três anos”, diz André Carvalhal. E mais: um dado mundial mostra que 2/3 das roupas produzidas no mundo não são vendidas – 66% dos tecidos vão para aterros sanitários.